Projetos patrocinados pela Petrobras atuam na recuperação da caatinga
10 de maio de 2022
Redação

Para quem é caatingueiro, que vive na caatinga e trabalha pela conservação do bioma, o 28 de abril é dia de celebrar a vegetação verde e a rica biodiversidade, comum na temporada de chuva e bem diferente do imaginário popular que associa a caatinga à seca e a terra rachada. Três iniciativas patrocinadas pela Petrobras atuam na recuperação do bioma exclusivo do semiárido brasileiro, que já perdeu metade de sua área original. Os projetos Recupera Caatinga, No Clima da Caatinga e Florestando o Semiárido também contribuem para a geração de renda e inclusão social das comunidades.
Realizado em 11 municípios no estado da Paraíba, o projeto Florestando o Semiárido promove conservação e manejo sustentável da biodiversidade, da água e do solo da caatinga. Com isso, mitiga os efeitos das mudanças climáticas e melhora as condições de vida das famílias agricultoras. A iniciativa também apoia a agricultura familiar camponesa, com prioridade para ações com mulheres agricultoras, crianças e adolescentes de escolas da região.
O projeto Recupera Caatinga, por sua vez, atua na recuperação e conservação da vegetação trabalhando em parceria com três comunidades quilombolas nos municípios de Santa Maria da Boa Vista e Cabrobó, no sertão de Pernambuco. Com isso, mitiga a desertificação e os efeitos das mudanças climáticas. No ano passado, o projeto iniciou plantio na caatinga, com cerca de 5 mil mudas. Neste ano, outras 80 mil deverão ser plantadas até maio para recuperação de áreas degradadas, áreas de reserva legal e de mata ciliar, além da implantação de bosques.
Com atuação na Reserva Natural Serra das Almas e parte dos estados do Ceará e Piauí, o projeto No Clima da Caatinga busca atrelar a conservação à geração de oportunidades para as pessoas do semiárido. A iniciativa se estrutura em sete linhas de ação: conservação, restauração florestal, disseminação de tecnologias sociais, educação ambiental, fomento à pesquisa, incentivo a políticas públicas e comunicação. No começo do ano, o projeto fez plantio de 5 mil mudas de espécies nativas da caatinga. Com patrocínio da Petrobras desde 2011, a iniciativa está em sua quarta fase, cujo foco são ações de mitigação do aquecimento global.
O apoio da Petrobras a projetos que visam à recuperação da caatinga reflete o compromisso da companhia com projetos socioambientais de impacto transformador e de potencial de grande alcance em número de pessoas atendidas e biomas protegidos.

Compartilhe: