PV se alia a Cícero e quer PT na gestão, para frear “bolsonaristas”
25 de março de 2023
Redação

O anúncio do Partido Verde que antecipou apoio à reeleição de Cícero Lucena (Progressistas) segue uma escala adotada por outras siglas, que também já se posicionaram, como o Partido dos Trabalhadores, que anunciou de uma só vez cinco pré-candidaturas a prefeito de João Pessoa, de viés de oposição ao atual gestor. Em entrevista ao CORREIO DEBATE, na TV CORREIO, o presidente estadual do PV, fez algumas observações e análises importantes. A primeira delas é sobre a quebra do compromisso da federação partidária, que os petistas expuseram.
Sargento Dennis, que há mais de 25 anos está no mesmo partido, lembrou que a federação com o PT ainda inclui o PC do B, que neste domingo (26) comemora 101 anos de resistência. Outra federação envolve Rede e PSOL, na mesma linhagem de esquerda. O anúncio das pré-candidaturas petistas também não levou em conta o apoio que o PSB, partido do governador João Azevedo, empresta fielmente ao governo Lula.
O presidente estadual do PV se disse “levado pelos filiados”, que queriam esse anúncio a Cicero Lucena, que já tinha feito acesos ao PT e teve como resposta essa lista de pré-candidatos num projeto oposicionista. Estão já em pré-campanha o ex-prefeito e deputado estadual Luciano Cartaxo, a deputada estadual Cida Ramos e o vereador pessoense Marcos Henriques. A ex-prefeita do Conde. Márcia Lucena também figura nessa lista, mas como coadjuvante.
A aproximação de Cícero Lucena e João Azevedo (o vice-prefeito é o “socialista”Léo Bezerra) remete Sargento Dennis à uma observação mais perspicaz: o líder da maioria na Câmara Federal é agora o deputado federal Aguinaldo Ribeiro (Progressistas). Líder de maioria, significa líder até da bancada governista, com seus vários agregados no plenário da Câmara. Refinando a tradução ainda mais: é o líder de Lula na Câmara Federal. Aguinaldo é patente alta no partido de Cícero, é do “centrão”, que os petistas abominavam na campanha do ano passado, e votou pelo impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff.
Por todas essas observações Sargento Dennis acha que o PV não destoou de suas estratégias e ainda pode alimentar uma parte do PT com a ideia de uma aproximação com Cícero. Azevedo já desfruta de uns petistas em sua gestão. O presidente estadual do PV ainda crava que esses partidos, dando sustentação política à reeleição do atual gestor pessoense, formariam uma grande frente para combater o que chamou de “livrar João Pessoa de uma candidatura bolsonarista”.
Assistam as duas parte da entrevista de Sargento Dennis no programa Correio Debate da TV CORREIO, a seguir:

Compartilhe: