Romero Rodrigues anuncia novo partido nesta quinta, em Campina Grande
30 de março de 2022
Redação

O ex-prefeito de Campina Grande e pré-candidato a deputado federal, Romero Rodrigues, anuncia seu novo partido nesta quinta-feira, às 10h00, em Campina Grande. Romero decidiu ampliar o leque de conversas com aliados, incluindo prefeitos, vereadores e outras lideranças políticas, que devem acompanha-lo. Desde que soube que o presidente nacional do PSD, Gilberto Kassab, tinha lhe tirado o comando do partido na Paraíba e entregue à senadora Daniella Ribeiro, que se filia na sexta-feira, Romero vem conversando com o deputado estadual Manoel Ludgério, com o prefeito de Campina, Bruno Cunha Lima, e com outros parlamentares.

Ele recebeu ligações do assessor da Presidência da República, Tercio Arnaud Tomaz, que disse estar repassando a solidariedade de Jair Bolsonaro nesse episódio. Segundo Tércio disse a Romero, o presidente pediu para que fosse um convite para ele ingressar no Partido Liberal. Romero é amigo pessoal de Tércio há vários anos. Não houve conversa direta entre Romero e Bolsonaro, que ficou internado em um hospital de Brasília por um dia.

Romero reafirmou que foi pego de surpresa, que no dia do anúncio de Kassab, tinha viajado pelo interior para atrair novos aliados do PSD e que agora eles devem acompanha-lo em outra legenda. É certo que o deputado estadual Manoel Ludgério também vai deixar o PSDB, já que tem que aproveitar a janela partidária, que fecha na sexta, para encontrar uma sigla e disputar a reeleição. Já o prefeito de Campina Grande, Bruno Cunha Lima, não pode deixar a legenda agora, a não ser que haja um acordo formal com a direção nacional e com a direção estadual. Pelas regras da janela partidária, só quem pode trocar de sigla sem responder por infidelidade partidária é o parlamentar que via disputar mandato este ano. No caso de Bruno, como é prefeito, mesmo que disputasse uma vaga na Assembleia não seria permitida a troca de legenda, sem haver consentimento tácito dos dirigentes.

Compartilhe: