STF nega recurso e Cláudia Veras continua de tornozeleira

O ministro do Supremo Tribunal Federal, Gilmar Mendes, negou recurso da ex-secretária estadual de Educação, Cláudia Veras. Ela terá que continuar usando tornozeleira eletrônica.

No seu despacho, o ministro disse que a medida se faz necessária "para evitar o risco de reiteração delitiva e resguardar a ordem pública".

Cláudia fez parte do grupo de 17 pessoas que tiveram a prisão decretada no âmbito da Operação Calvário 7, denominada de Juízo Final.

O Superior Tribunal de Justiça relaxou a prisão de todos os envolvidos, mas em fevereiro do ano passado, por determinação do desembargador Ricardo Vital, relator da Calvário junto ao Tribunal de Justiça.

Cláudia Veras passou a usar tornozeleira eletrônica.