Sudene tem estudo sobre cadeias produtivas para bacias hidrográficas



A participação da Sudene será marcada pela apresentação dos resultados parciais do Plano de Ação Estratégico para Bacias Hidrográficas do Parnaíba, São Francisco e PISF, em elaboração pela Sudene. De acordo com informações da Coordenação-Geral de Cooperação e Articulação de Políticas, os resultados parciais mostram as potencialidades de desenvolvimento da Bacia Hidrográfica do Rio Parnaíba. O tema será debatido, posteriormente, com atores institucionais da região, para validar o levantamento feito pela Superintendência e coletar sugestões de projetos a serem elaborados em conjunto, “aproveitando os potenciais da bacia e buscando solucionar os gargalos”.

Estudos preliminares já indicam que a região do Parnaíba, por exemplo, tem potencialidade de crescimento em relação à indústria alimentícia e do setor de maquinários. Foi identificada, ainda, a capacidade de ampliação da cadeia produtiva e da extração de minerais da região. A ideia é contribuir para que estados e municípios aprimorem suas políticas públicas e tenham maior eficiência na aplicação de recursos públicos.

A ação da Sudene nas bacias hidrográficas do São Francisco e Parnaíba vai contar com abordagem inovadora, ao adotar a Estratégia de Desenvolvimento Regional Inteligente (EDRI) na construção de planos de ação para estes territórios. Metodologia envolve análises técnicas das interações entre políticas públicas, sistemas produtivos e as particularidades da região.

Um dos aspectos inovadores da EDRI é que ela é baseada no território, sendo mais específica e próxima à realidade local. Também se destaca o fato de que será possível identificar e priorizar áreas estratégicas de desenvolvimento. Isso permite o chamado processo de descoberta empreendedora, em que são percebidas novas oportunidades de negócios e espaços que podem ser influenciados por políticas de inovação. Desta forma, são estimuladas atividades econômicas de maior valor agregado e capacidade de transformação.

Jornadas das Águas

Jornada das Águas é um evento realizado pelo Ministério do Desenvolvimento Regional que, de acordo com informações da própria instituição, partiu da nascente histórica do Rio São Francisco, no norte de Minas Gerais, e vai percorrer os nove estados do Nordeste com anúncios e entregas de obras de infraestrutura, preservação e recuperação de nascentes e cursos d’água, saneamento, irrigação, apoio ao setor produtivo e aos municípios, além de mudanças normativas que vão mudar a maneira como o brasileiro se relaciona com a água.