TCE-PB fará auditorias em cidades que fizeram festas, mesmo em situação de emergência
20 de junho de 2023
Redação

O presidente do Tribunal de Contas do Estado, conselheiro Nominando Diniz, afirmou que, encerradas as festas juninas nos municípios paraibanos, serão feitas auditorias especiais onde estão sob o decreto de calamidade pública, mas realizaram shows com pagamento de grandes cachês.
Ele disse que a equipe de auditores já esta preparada e ciente dos pontos que têm que ser levantados. A previsão de Nominando é que em 30 dias já tem uma radiografia dos gastos e da legalidade ou das irregularidades com essas festas.
Nominando Diniz lembrou que os gestores que não conseguirem justificar os gastos no período de calamidade pública podem ter as contas rejeitadas e ainda responder, junto ao Ministério Público, por crimes de improbidade administrativa.
O presidente do TCE-PB fez as declarações no programa Correio Debate, da 98FM, em João Pessoa. Nominando Diniz ainda frisou que o Tribunal tem sua missão e que os outros Poderes também atuarão dentro das suas prerrogativas.
Na Paraíba 167 municípios estão com decretos de calamidade pública, inclusive reconhecidos pelo Governo Federal.

Compartilhe: