Veneziano: 200 anos do Senado fortalece democracia 
25 de março de 2024
Redação

O vice-presidente do Senado Federal, senador Veneziano Vital do Rêgo (MDB-PB) participou nesta segunda-feira (25) da sessão especial para celebrar os 200 anos de fundação do Senado da República. No seu discurso, Veneziano destacou a importância de todos os senadores que já exerceram mandato e reforçou a importância das matérias aprovadas no parlamento para a vida de cada cidadão brasileiro.

Veneziano classificou a data como “histórica e representativa para todos os cidadãos e cidadãs brasileiros” e agradeceu ao presidente da Casa,senador Rodrigo Pacheco, e a todos os representantes da Câmara dos Deputados, poderes Judiciário e Executivo “por estamos todos aqui presentes a essa data tão grande e de revelo que é a do bicentenário do Senado Federal, data que nos remete às devidas menções a todos e todas que perpassaram e construíram essa história” disse Veneziano em trecho do seu discurso.

O senador paraibano também lembrou que o Senado Federal foi, é e continuará sendo uma Casa representativa do povo brasileiro, mantendo um espaço de livre debate, mas defendendo com todas suas forças a Constituição Brasileira. Ele também fez menções ao “trágico fato” que atentou contra a democracia, no dia 08 de janeiro de 2023.

“Essa Casa é de suma importância, pois tudo o que é produzido pelo Legislativo reflete diretamente nas nossas vidas, como cidadãos, a tudo aquilo que permeia a sociedade brasileira. Então, podemos questionar, mas jamais podemos negá-la, jamais tentar enfraquecê-la, a partir de nós mesmos. Há pouco meses o Brasil se viu numa situação indesejável é inaceitável que foi o 8 de janeiro, quando estávamos nós aqui ao dizer que a defesa da democracia nos cabe, como à Câmara dos Deputados, ao Judiciário e ao Executivo. Portanto, estou muito feliz de fazer parte desse momento histórico e renovando o compromisso de defender a nossa República e seus preceitos. Parabéns ao Brasil por ter essa Casa vigorosa e firme com suas responsabilidades”, disse o senador.

Compartilhe: