Veneziano defende Fundo de Aval Garantidor para jovens empreendedores

Preocupado com o momento difícil vivido no País pós Pandemia, o pré-candidato a governador da Paraíba, Senador Veneziano Vital (MDB-PB), afirmou durante entrevista à Rádio Tropeiros Digital de Campina Grande, em cadeia com a Rádio Serrana de Araruna, que uma das propostas que irá apresentar aos paraibanos será colocar em prática uma importante iniciativa em benefício dos jovens empreendedores, dos empresários e dos micro e pequenos empresários paraibanos

Trata-se de um novo fundo para aprovação de operações de crédito para beneficiar este público: o Fundo de Aval Garantidor das Microempresas e Empresas de Pequeno Porte, que vai agilizar a aprovação das diferentes linhas de crédito, para aliviar a crise provocada pela pandemia do coronavírus; e ao mesmo tempo garantir aos jovens empreendedores o aval que eles precisam para iniciar um empreendimento.

O peso das micro e pequenas empresas - As micro e pequenas empresas (MPE) representam cerca de 99% do total das empresas brasileiras e são responsáveis por 62% dos empregos e por 27% do Produto Interno Bruto (PIB).

"Essas empresas precisam de ajuda. O Estado tem ferramentas para socorrer essa importante parcela da sociedade. Caberá ao empresário, quando lançarmos essa iniciativa em 2023, optar, por exemplo, por acessar o BNDES em busca de apoio para novos investimentos. E nós (o Estado), seremos o Fundo de Aval para esse segmento", explicou Veneziano.

O Governo da PB parou - Veneziano lamentou que o Governo do Estado não tenha um olhar voltado para o empresário: "Os nossos distritos industriais estão sucateados. Vejam o caso de Santa Rita, onde os acessos ao Distrito Industrial são ainda em terra e impedem que os veículos acessem as empresas. Não há mais investimentos da Cinep como havia outrora".

Veneziano disse que é necessário que a máquina pública saia da letargia em que se encontra: "Hoje temos uma máquina pública pesada, emperrada e que não ouve as pessoas, que não estimula os negócios. Não pode mais faltar recursos de crédito para as empresas viáveis, para a retomada do crescimento da economia. Iremos ser um diferencial a partir de 2023”, finalizou o pré-candidato ao Governo do Estado.