Vereadores pressionam por emendas impositivas e impasse em CG continua
2 de janeiro de 2024
Redação

A reunião entre o prefeito de Campina Grande, Bruno Cunha Lima (União Brasil) com a bancada de oposição para tratar sobre o orçamento de 2024 para a gestão municipal, terminou sem consenso. O prefeito solicitou da Câmara Municipal o retorno do projeto, para adequar uma nova proposta.

Em Campina Grande, o prefeito afirmou que vai se reunir com a equipe econômica para, até a mandar um parecer sobre o pleito dos vereadores.

Os vereadores foram pegos de surpresa pelo chefe do Executivo quando estavam reunidos no fim da manhã desta terça (2), na Câmara Municipal.

O prefeito já havia tentado conversar sobre o assunto com o bloco de oposição, chamando o grupo de vereadores para uma reunião na casa de seu avô, o ex-senador Ivandro Cunha Lima.

Os vereadores estariam reclamando de um artigo da Lei Orçamentária Anual (LOA) que dá ao prefeito a possibilidade de suplementar o orçamento municipal em até 30% sem aval da Câmara.

Outro ponto de discussão proposto pelos parlamentares é o projeto das emendas impositivas, aprovado mês passado, que não teve até agora nem sanção nem veto do gestor. O projeto do Orçamento de 2024 corta pela metade o valor dotado pelos vereadores para as chamadas emendas impositivas.

Fonte: Portal Correio

Compartilhe: